Brasil

Brasil
Brasil

4 de set de 2017

BRASIL-REFORMA-ESCRIVIDAO

Este pais sempre sofreu com processo de transição. Como não bastasse presenciar sempre a classe baixa viver o martírio de carga horária árdua, para elevar os altos recolhimentos de impostos. Quem gasta  mais e paga mais caro e quem ganha menos. Por isso que tudo sofre alteração baseado no salário mínimo. E lógico que a pobreza nao pode acabar. Quando perceberam que isso estava mudando, pensaram rapidamente. Amanhã os nossos herdeiro terá que trabalhar e como evitar isso? Devolvendo as correntes e as mordaças, só que desta vez de uma forma diferente e bem pior.  A escravidão nao se resume apenas aos negros.  Estão fazendo questão de deixar claro adeus a lei do ventre livre. E a lei do sexagenários. Os que nasciam partir do ventre livre não eram escravos, agora já nasce no sistemas de reformas inescrupulosa. Os que tinham mais de sessenta nao eram escravos agora adeus olhe lá setenta anos.
E dai no meio desta parafernália toda entre côncavo e convexo vivendo um paradoxo de uma pirâmide financeira invisível(se alguém mim por meio de comunicação que os jovens não estão contribuindo o suficiente para garantir a geração futuras de beneficiários. Para onde estar indo as arrecadações dos impostos de mercadorias comuns destinado a previdência , ai temos uma pirâmide e um paradoxo).
A oportunidade de trabalho acima dos quarenta anos em nosso pais e quase inexistente.  Aí acontece praticamente um lema.

O perfil do trabalho no Brasil.
E louvável ser novo bonito e inexperiente. Invés de maduro e responsável .
Nada contra os jovens. O que quero deixar claro e o paradoxo de que nao tem jovem contribuindo se o pouco de trabalhador que são os jovens de menor aprendiz a primeiro emprego.
O povo brasileiro esqueceu de analisar. O processo de juntar parlamentares em suas reuniões e organizações tem um custo muito e nunca e citado . Juntas os deputados e sensores para votar em diversos, se torna tão dispendioso que investido em uma escola publica se tornará um modelo na educação.
GENTE O BRASIL E NOSSO.

AS REFORMAS DIZEM RESPEITO AS NOSSAS VIDAS E NOS OBRIGA A CONTRIBUI.
E A ESCRAVIDÃO NAO VAMOS ACEITAR SEU RETORNO.
POLÍTICOS FUNCIONÁRIO DO POVO, POR QUE OS SENHORES ESTAO AGINDO COMO SE O POVO FOSSE SEUS. SUBORDINADOS.
Vocês estão acabando com tudo. Lutas de anos, conquista que nunca se esperava.
CADÊ. A ONU?

Postar um comentário